terça-feira, 25 de julho de 2017

Estamos tão acostumados...

Estamos tão acostumados com a falta de honestidade e respeito das pessoas que quando podemos usufruir de um direito nosso, ficamos com a consciência pesada!

Logo que meu pai completou 60 anos, foi até a Prefeitura fazer seu cartão do idoso, carteirinha do ônibus para usar em transporte público de graça e a plaquinha para colocar no carro e poder estacionar em vaga preferencial. Na época, minha mãe achou que era desnecessário, imagina, só porque fez 60 anos já correndo providenciar essas coisas...

Estamos tão acostumados com a falta de honestidade e respeito das pessoas que quando podemos usufruir de um direito nosso, ficamos com a consciência pesada!

Estive em São Paulo com meus pais no último domingo, acompanhando meu pai em um exame no Hospital dos Servidores Públicos (IAMSPE). Meus pais tem mais de 60 anos, são idosos e por essa razão, possuem alguns direitos garantidos por lei, como, não pagar passagem em meios de transporte, preferência em filas e assentos em ônibus, metrô, entre outros.

Chegando no Terminal Rodoviário, minha mãe e eu fomos utilizar o banheiro. Fila enorme, mulheres reclamando. Chegou a vez de minha mãe, e eu fiquei aguardando, quando uma Sra, andando com dificuldades, de muleta, "furou" a fila, eu era a próxima e a moça atrás de mim, ao ver ficou brava. Creio que não exista preferências para esse tipo de fila, mas o bom senso nesse caso fala mais alto!

Estamos tão acostumados com a falta de honestidade e respeito das pessoas que quando podemos usufruir de um direito nosso, ficamos com a consciência pesada!

Comprei meu ticket para o metrô, meus pais não precisaram pagar por causa da idade. Pegamos a linha Azul, até a estação Santa Cruz, são 20 min de viagem. Ao adentrarmos no vagão, uma mulher pede a sua filha para sair do assento preferencial para dar lugar ao meu pai (minha mãe já havia sentado em um desses assentos preferencias). Meu pai, sem graça pois era uma criança de aproximadamente 09 anos, disse que não era necessário, mas essa mãe, preocupada em ensinar Cidadania para filha, insistiu para que ele sentasse, e só assim ele sentou.

Estamos tão acostumados com a falta de honestidade e respeito das pessoas que quando podemos usufruir de um direito nosso, ficamos com a consciência pesada!

Almoçamos, fomos ao Hospital, meu pai realizou o exame. Resolvemos voltar a pé e apreciar a cidade. Novamente ficamos matando um tempo no Shopping e voltamos ao Terminal Rodoviário pela mesma linha de metrô. Mais 20 min de viagem. Mesmas situações. Um moço, muito educado, ao ver minha mãe, se levantou e deu lugar a ela no assento preferencial. Meu pai sentou a mais ou menos 05 metros de distância, também no assento preferencial. Quando paramos na estação da Sé, muitos passageiros desceram, e vagou duas cadeiras junto ao meu pai, que logo chamou a mim e minha mãe, "segurando" o lugar com a pasta de exames. Fui correndo, minha mãe demorou um pouco e uma "mocinha" de uns 17 anos, mesmo vendo que meu pai estava "guardando" lugar para nós, correu na frente de minha mãe e pegou o lugar que seria dela. Claro que deixei a mãe sentar, e a mocinha, do nada adormeceu, e também do nada acordou quando chegou ao seu destino.

Estamos tão acostumados com a falta de honestidade e respeito das pessoas que quando podemos usufruir de um direito nosso, ficamos com a consciência pesada!

Uma pequena reflexão sobre os direitos dos idosos, que também se aplica a gestantes, pessoas com deficiência!

Fica aqui meu agradecimento ao moço que gentilmente cedeu seu lugar a minha mãe. E os meus Parabéns a mãe que com aquele gesto, ensinou muito a sua filha que com certeza será uma cidadã do bem! Com relação a mocinha adormecida, só lembro que um dia ela será idosa e passará por essas mesmas situações. E se depender da geração dela, com raríssimas exceções,  não haverá mais respeito!

 



segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

10 coisas que aprendi depois de 01 ano casada!

Há 01 semana, completamos nosso primeiro aniversário de casamento. Antes de me casar, ouvi muitos comentários a respeito do casamento e da vida pós casamento, comentários/dicas ótimos, mas alguns alguns não tão bons assim. Por essa razão, me inspirei e resolvi escrever sobre 10 coisas que eu aprendi nesses 365 dias!

1 - A máxima "Depois que você casa é que vai ver como ele (a) realmente é" nem sempre é verdade, pelo menos não colou comigo. Ele não mudou em nada! Claro que algumas manias vem a tona (Pendure a chave do carro no porta-chaves dos Beatles, rsrsrs) mas se você focar nas pequenas manias, não vai aproveitar os bons momentos.

2 - Depois do sim, você e ele (a) formam uma nova família, mesmo que seja 02 pessoas, é um lar criado e não importa o que a nova sociedade moderna pensa, a vida doméstica inclui rotina e mudança de hábitos. 

3 - Quando tem amor acima de tudo, ele (a) vai abrir mão de muita coisa para te ver feliz, inclusive de velhos hábitos. Muitos não vão compreender, mas a vida é dos dois e ninguém pode "meter a colher"!

4 - Você vai sentir falta da casa dos seus pais nos primeiros meses na nova casa! No começo foi difícil para mim, eu sentia falta do meu quarto antigo, da minha casa, de meus pais e uma amiga me disse que teve a mesma experiência que eu. Para o Rô foi um pouco mais fácil pois ele morou 07 anos em São Carlos quando cursava Engenharia Civil Mas tudo foi questão de adaptação.

5 - A casa dos seus pais nunca mais será a mesma. Depois que você cria sua nova rotina e se adapta a nova vida, vai estranhar a casa deles. Não importa quanto tempo você tenha morado com eles, ou morado la, vai estranhar. A liberdade você não perde, mas você se acostuma com seu novo cantinho, e quando vai visita-los, chega uma hora que você quer voltar para sua casa.

6 - Cada um tem sua "Linguagem de amar" e você tem que descobrir qual é a sua e a dele (a). Muitas briguinhas e discussões acontecem pelo fato de você não saber reconhecer os pequenos gestos de amor, que pode ser: carinhos em momentos que você não espera, palavras de afirmação, formas de servir, ajudar nas tarefas domesticas, não deixar faltar nada em casa, etc. Depois que eu li o livro "As cinco linguagens do Amor" passei a ver esse sentimento de forma diferente e eu nem conhecia o meu marido! 

7 - Alguns amigos (as) tentarão tirar da sua cabeça a ideia de casar, dizendo que vai perder a liberdade, que se fosse bom não precisava de testemunhas e tals. Talvez esse amigo ou amiga esteja procurando alguém e use isso de mecanismo de defesa. 

8 - Mulher: você vai lavar cueca suja dele sim, e não adianta vir com discurso. A não ser que você tenha condições de pagar para alguém lavar, passar suas roupas, porque tem coisa que homem, por mais boa vontade que tenha, não consegue fazer! E isso é natureza deles!

9 - Nuncas aquelas dicas que sua mãe te deu serão tão úteis e ela, tanta razão. A minha sempre dizia: "A primeira coisa que precisa estar arrumada em sua casa é a cozinha!" e ela esta certa" OU, "Use água quente para lavar louça, tira a gordura!" 

10 -  Mulher: se ele quiser te ajudar nos afazeres da casa, deixe, mesmo que ele não faça do seu jeito. Não faça críticas, ele esta querendo ajudar e caso você critique, ele não te ajudará mais!

Enfim, se fossemos dar ouvido aos maus conselhos, não estaríamos junto! Se você ama, case! Não dê enfase aos defeitinhos dele (a) pois como disse no item 1, se não você não aproveita. Aí você pergunta, "Então como tem muito divórcio?" A chave de todo relacionamento é o diálogo, honestidade e compreensão. Deixe o egoísmo de lado. Amor precisa ser altruísta. 




quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Favoritos de Dezembro: Korres

Olá! Hoje falarei um pouco sobre os produtos que mais usei (e gostei) no mês de Dezembro. Há algum tempo, minha mãe (que é revendedora Avon) começou a vender produtos da linha Korres que começou a vir com os catálogos Avon.

Korres foi fundada por George Korres que desde criança brincava com produtos na farmácia de sua mãe e um dia anunciou que quando crescesse, teria sua própria marca de cosméticos. Estudou farmacologia em Atenas e desde os estudos começou a trabalhar na farmácia homeopática mais antiga da Grécia. Os produtos da marca são todos feitos com ingredientes naturais da flora grega, e isso me chamou bastante atenção, visto que sou uma fã de Homeopatia, chás, cura pela natureza. A marca foi fundada em 1996. Existe uma infinidade de cosméticos: shampoo, condicionador, sabonetes em barra, sabonetes líquidos, perfumes, hidratantes, etc.

Hoje gostaria de compartilhar alguns que usei em dezembro e amei!


1 - Shampoo para cabelos secos e danificados de Aveia e Linhaça - A textura do shampoo é firme e cremosa. Não precisa usar muito pois é bastante concentrado. O cheiro é bem gostoso.

2 - Condicionador para cabelos secos e danificados de Aveia e Linhaça. Também é bastante hidratante e não é preciso usar muito pois é concentrado e você sente a maciez do cabelo assim que aplica. Deixe agir pois 02 minutos e enxague, você verá a hidratação.

3 - Creme corporal extra hidratante - Manjericão e Limão: Quando os produtos desta linha logo pensei: "deve ser bem refrescante para o verão!" Dito e feito! É super refrescante e deixa a pele lisinha e hidratada. Tem também o sabonete líquido! O cheiro não é forte e tipo, hidrata muito, principalmente cotovelos e áreas do corpo mais ressecadas!

4 - Loção esfoliante corporal - Hidratante e Limão (para todos os tipos de pele). Um dos melhores esfoliantes para pele que eu já usei, e olha que experimento vários! É concentrado e deixa uma sensação de frescor na pele. Retira as células mortas e logo após o uso, eu passo a loção hidratante que cite acima! Combinação perfeita!

Esses são meus favoritos de Dezembro, todos da marca Korres. Vale lembrar que alem desses 04 que citei acima, a Korres tem mais cosméticos para todos os tipos de pele, cabelo, além de perfumaria, cuidados para rosto, e uma linha especial para homens. E o que é melhor, matéria prima da natureza!

Gostou? Procure uma revendedora Korres e se você mora aqui em Rio Claro, minha mãe revende, deixe sua mensagem!



quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Comprinhas em Paris e Londres!

Esta é a 2ª vez que estou escrevendo esse artigo. A 1ª vez deu algum problema na hora de publicar e tive que refazer.

Estou ausente do blog desde a última postagem, desde que perdemos nosso bebe. Mas a vida continua e vamos em frente.

Desde que voltamos de nossa lua de mel em Paris e Londres que estou com para escrever sobre os cosméticos que comprei por lá, que são bem mais baratos do que no Brasil. E não, não fiquei convertendo os valores do Euro / Libra para o Real. 

Alguns produtos a minha médica Dermatologista me indicou, outros eu li a respeito no blog da Lu Ferreira que ela recomendou e resolvi experimentar.


Começando por Paris, fui até a CityPharma, local que super me indicaram e que é o paraíso das mulheres e a perdição dos maridos, namorados, rsrsrrss. Tem todos aqueles produtos que custam os olhos da cara por aqui e lá são bem mais "em conta". Me arrependo de não ter comprado mais "coisinhas" por lá.
  1. Água termal La Roche Posay 300 ml - Algo que eu desejava muito comprar aqui no Brasil, mas custa em média R$ 80,00 e lá paguei 5,99 Euros!!! 
  2. Effaclar Gel de limpeza facial 200 ml - indicado para pele oleosa como a minha, é ótimo para lavar o rosto. Aqui no Brasil só encontrava de 60 ml e lá entrei esse big!
  3. Effaclar loção Micelar 500 ml - para tirar maquiagem do rosto e também limpar. Já conhecia e cheguei a comprar por aqui. Lá paguei 8,49 Euros, aqui em Rio Claro custa R$ 90,00!!!!!
  4. Bioderma Loção Micelar - Quem indicou foi a Lú Ferreira. Ela experimentou e gostou e eu, super adorei. Deixa a pele fresquinha e macia. Pra confessar, gostei mais do que a da La Roche Posay! Super indico.
  5. Avene Akerat hidratante - Indicada para peles secas. Como estava inverno lá e não havia levado hidratante, comprei esse sem saber, e adorei! Deixa a pele macia e hidrata bem!
  6. Vichy Liftactiv Sérum Olhos - Recomendado pela minha médica, foi o produto mais caro que comprei. 
  7. Hidratante labial Avene kit com dois - Como também não levei hidratante labial, lá fui eu atrás de um que protegesse meus lábios do frio. Adorei. Paguei 4,89 Euros pelos dois!
  8. Batom Lóreal Color Riche Matte - cor 640. Esse comprei em uma loja de departamentos na Champs Elyseè que eu não lembro o nome!!!
  9. The Blushed Nudes - estojo de sombras da Maybelline - cores Nudes, que também comprei nessa mesma loja que eu não me lembro o nome!!!!
Já em Londres, não comprei tanta coisa, mesmo assim, investi em cosméticos! Entramos em uma farmácia na Picadilly Street, Boots!


  1. Dermablend Vichy cor 35 - Pensa numa base corretiva mara que dá cobertura total e que tira as manchas e imperfeições? Essa mesmo! Amei!!
  2. Effaclar Duo - indicado para pele com tendência a acne (como a minha) e que minha médica me receitou e inclusive me deu um exemplar. Como me arrependi de não ter comprado em Paris decidi que se encontrasse por Londres eu compraria!! 
  3. True Match Genius Lóreal 4 em 01! Base, Corretivo, Pó e Primer. Alta cobertura sem ser pesado e super acabamento. Vi na loja e fiquei com desejo de comprar. Aqui no Brasil custa de R$ 120,00 a R$ 150,00.
  4. A louca do disco de algodão! Comprei um monte, tudo por 1 Libra!
  5. O famoso esmalte Essie que claro, não poderia voltar sem um. Essa cor é In Stitches.
  6. Discos de removedor de esmalte. Comprei no 1º dia que passamos em Londres em uma lojinha perto de nosso hotel.





sexta-feira, 26 de agosto de 2016

25 de Agosto de 2016

Relutei muito em  escrever esse post, pensei bastante, mas depois criei coragem visto a polêmica que surge sobre o assunto.

25 de Agosto é uma data especia para mim e para o Rô, é nosso aniversário de namoro e todos os anos comemoramos. Mas ontem não foi bem como planejamos.

Estávamos grávidos! De seis semanas! Ontem Deus quis recolher nosso bebe! Não sabemos se seria menino ou menina! Não sabemos se seria branquelo (a) como a mãe ou mais moreninho (a) como o pai! Se seria de Humanas como a mãe ou de Exatas como o pai! Sonhamos, planejamos nomes (Beatriz, Bianca, Rafael, André). 

Infelizmente ontem sofri um aborto espontâneo na casa de meus pais. Estava (ainda estou) afastada de meu trabalho para tratar e tentar segurar o bebe. Ontem passei o dia no hospital da Unimed depois de passar por uma curetagem e ficar internada até a noite. Fisicamente, estou bem, mas emocionalmente, estamos abalados e tristes!

Estou de molho, aqui na casa da minha mãe, me recuperando dessa micro cirurgia,e com o apoio dela e de todos os meus queridos!

Porém com a certeza de que nosso Deus é soberano e sabe de todas as coisas. Eu o Louvo e Agradeço por seu cuidado comigo e com o Rô pois "Todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito!"- Romanos 08:28 Se nosso Pai do Céu assim quis, Ele sabe o que é melhor para nós! Ele é nosso Deus e nosso consolador e tenho certeza de que nossas vidas estão em suas mãos e isso para mim já basta! 

E aí eu me pego pensando e me revolto um pouco quando leio ou assisto ou vejo coisas do tipo "meu corpo minhas regras". Ou quando vejo algumas feministas e simpatizantes a favor do aborto! Ou quando leio algo "Precisamos falar sobre aborto"! É algo desgastante e triste demais! Para a mulher é frustante e a dor é imensa. Para o casal que sonha e planeja o bebe, a dor é difícil de passar! Esta sendo difícil para mim e para o Rô! Mas juntos nos fortalecemos e nos unimos mais ainda! Só digo uma coisa para essas pessoas: Vocês NÃO sabem o que estão falando! Vocês não tem ideia do sofrimento e angústia que é! Portanto, antes de sair lutando pró-aborto, tome providências para não engravidar! Existem mil métodos contraceptivos e aborto nunca foi e nunca será um deles! Antes de sair por ai gritando besteiras, tente conversar com uma mãe que sofreu um aborto e saiba como é triste e depressivo!

E me pego mais uma vez nessa música, que é um consolo e um bálsamo para minha vida! 


quarta-feira, 3 de agosto de 2016

"O Rodrigo está esperando por você!"

Sempre fui fã de "desvendar" os sonhos que eu tive! Tanto que nas aulas de Psicologia eu "devorava" as teorias de Freud e mesmo após o término da faculdade continuei lendo livros de autoria dele.

Minha mãe tem uma intuição vinda de sonhos que chega a arrepiar. Quando ela começa uma conversa com "Essa noite eu sonhei que..." eu fico com medo, muita coisa que ela  já sonhou aconteceu de maneira semelhante. O que mais me assustou foi quando ela sonhou que a Sra Elvira (pessoa que a Evangelizou) estava doente e no dia seguinte ela faleceu! 

Em 1999 eu sonhei que iria me casar com um amigo. Eu estava me arrumando em uma das salas da 1ª Igreja Presbiteriana de Rio Claro (iria me casar lá) e comigo estavam minhas tias Denise, Deise e minha mãe. Todas felizes pois, segundo elas, eu faria um ótimo casamento. Menos eu estava feliz! Recordo-me com clareza do meu semblante naquela sala: triste e preocupado e as 03 irmãs tagarelando, como elas sempre fazem  (sorry tias e mãe hehehe). Até que uma hora eu virei para elas e disse: "-Para tudo! Não posso me casar com ele! Não o amo a esse ponto! Não serei feliz!" Aquilo soou para elas como um insulto! Como assim desistir de tudo agora? Dizer não agora, com tudo pronto? Claro que elas não concordaram com nada daquilo, falaram que eu era louca: "agora você vai casar sim!" "Por que decidiu casar então?"

Mas meu coração dizia: "Não!". Então, aproveitei um descuido das 03, que saíram daquela sala para checarem outras coisas, sai correndo em direção a escadaria da igreja. Me recordo dessa "cena": eu correndo, meu vestido de tule ilusion esvoaçando e eu segurando as saias do vestido para não cair, o véu voando. Na escadaria encontrei meu "tio" Armando parado lá sorrindo. Olhei para ele e disse: "Tio me ajuda, eu não amo meu amigo a ponto de me casar com ele! Me ajuda, o que eu faço?" Meu "tio" olhou para esquerda, olhou para direita, pegou as chaves do carro dele e disse: "Pega, foge eu dou um jeito. O Rodrigo está esperando por você!!!"

Bem, coincidência ou não, 16 anos depois me casei com um Rodrigo! Que provavelmente estava "esperando por mim!"



  

domingo, 26 de junho de 2016

Londres: A capital dos contrastes (God Save the Queen!)

Desembarcamos em Londres em 08/02/2016. Fizemos o trajeto Paris x Londres pelo trem Eurostar e em 02h00 chegávamos em Londres na estação St Pancras. Compramos nossa passagem no Brasil, junto com a viagem, sai um pouco mais caro, mas como disse anteriormente, foi nossa primeira viagem Internacional, ficamos com medo de deixar para comprar em Paris e não dar certo. O mais chato e tenso foi passar na imigração! São muito secos (pelo menos a agente que nos atendeu foi). Antes de passar na imigração, é necessário preencher um formulário com seus dados pessoais, país de origem, lugar onde vai ficar, telefone de contato do lugar etc. Tem um campo nesse formulário, que pergunta a quantidade de tempo que você ficará na Inglaterra, preenchemos apenas 08... e a agente gritou com o Rô: "- 08 days, 08 months, 08 years..." rsrsrs hoje damos risada, mas foi tenso. Mostramos a reserva do hotel, passagem de retorno ao Brasil. A imigração acontece na França (Paris) na própria estação, Gare du Nord!

Chegamos em Londres e advinha? Chuva fina, vento e muito frio. Mais frio que em Paris. Pegamos o famoso táxi britânico rumo ao hotel. Ficamos hospedado no Novotel London West em Hammersmith, próximo a uma grande estação de metro e ônibus, acesso super fácil para transporte. 

Nosso 1º dia foi claro, conhecer o Big Ben e toda região e andar na London Eye. Rodrigo estava morrendo de medo, mas foi! hehehehehe. Dica: Em Londres, os passeios são mais caros, leve sempre algumas libras extras. Você pode também comprar um "combo" de ingressos, para vários passeios, fica mais barato, e fizemos assim quando fomos andar na London Eye, aproveitamos e compramos para o Museu Madame Tussauds! Fiquei encantada com a visão que tive de dentro da cápsula da imensa roda gigante! A volta dura uns 25 minutos!
Big Ben!

Vista da capsula da London Eye! Parlamento Inglês!
Passamos para outro lado do rio e caminhamos lentamente em um parque (esqueci o nome), e tentamos entrar na Abadia de Westminster, mas creia, é cobrado 22 libras por pessoa! Pensávamos que era free como nas igrejas que visitamos em Paris. Desistimos pois tínhamos levado pouco dinheiro, não teríamos o suficiente para voltar pro hotel e almoçar. Nesse dia, almoçamos no St Stephen's Tavern Pub e pedimos o tradicional Fish and Chips! Gigante, mas confesso que o que eu comi na degustação da Cultura Inglesa aqui em Rio Claro estava , mas mais saboroso, rsrsrs. Passamos pelo St James Park, muitos pássaros (patos, gansos, aves) esquilinhos fofos! Chegamos ao palácio de Buckingham. Como era inverno, não pudemos visitar por dentro, é fechado, mas vimos os famosos guardas da rainha, em uniforme cinza, não o tradicional vermelhinho. O dia acaba às 17h00 por lá no inverno (ou 17:00 pm), já fica muito escuro. 




Muito vento nesse dia!!
Esquilo!!!



2º dia, fomos ao Museu Madame Tussauds! Incrível como as estátuas são no tamanho natural da pessoa! Muita gente famosa, cantores, atores, políticos, a família real. Compramos também um adicional para visitar uma ala só do filme "Star Wars!" Nos divertimos a beça nessa manhã, muitas fotos engraçadas, rimos muito! Parecíamos duas crianças!





















Também visitamos o Regent's Park e fomos até a Torre de Londres! Tivemos sorte de no momento em que subimos, era hora da ponte ser içada e pudemos ver tudo através do chão de vidro que foi colocado lá em 2014!




Jantamos no Pub que virou nosso queridinho The William Morris próximo ao nosso Hotel. Comida excelente e com preço baixo, atendimento excelente! (alimentação tanto em Paris como Londres não é cara, sem converter o Euro e a Libra)

3º dia, finalmente fomos conhecer a Abadia de Westminster (local do casamento de Príncipe Willian e Kate) e a catedral de St Paul (local do casamento de Charles e Diana). Em ambas, não pudemos fotografar por dentro, mas para mim foi emocionante conhecer o local, principalmente na Abadia de Westminster, pude ver o túmulo de Isaac Newton! Lugar lindo, cheio de Histórias!



Nesse dia, descobrimos um lugar muitooooooooo bom para almoçar Garfunkel's. Super agradável, cardápio variado e delicioso. Uma rede que só existe em Londres... uma pena! Virou nosso preferido! Voltamos mais cedo para o hotel pois compramos um passeio do site Londres para principiantes o "Let's Rock". Encontramos com nosso guia, o Rafa, e embarcamos nessa aventura onde conhecemos lugares onde nossos astros gravaram, tocaram, passaram, moraram. Pink Floyd, The Who, Sex Pistols, DAVID BOWIE, Beatles, Rolling Stones, os gigantes do rock britânico!! Arrepia só de lembrar! Só de saber que passamos onde eles passaram, onde eles tocaram!







4º dia, visitamos o Museu de História Natural, ficamos lá praticamente a manhã toda, para poder ver tudo (ou quase) tudo que ele possui! É free!!! Quando resolvemos almoçar, lembramos novamente do Garfunkel's e foi muito incrível! Estávamos em uma rua, viramos a seguinte e demos de cara com o lugar!!! Almoçamos lá novamente (Garfunkel's Saint Martins Lane). Também visitamos o Museu Britânico, foi o dia dos museus! 

5º, fomos então a famosa Abbey Road! E eu, claro, tentei por diversas vezes fazer uma foto como a dos Beatles! A rua é bem movimentada e os motoristas tem muita paciência com os turistas, que tentam tirar fotos! Também visitamos uma loja adjacente ao Estúdio onde tem muita coisa (camiseta, lápis, CDs, DVDs) de Beatles e todos os artistas que já gravaram por lá! Depois, eu encanei em procurar uma loja de CDs que me disseram ser ótima. Fizemos o mapinha, mas nos perdemos e eu fiquei muito chateada. Ainda queria ir em Notting Hill e chovia nesse dia! Foi tenso! Fomos parar em um bairro estranho! Mas chegamos em Notting Hill, fofo, charmoso, lidinho com suas portas coloridas! Andamos pela Portobello Road e conhecemos o famoso Portobello Market! Almoçamos no Luna Rossa, restaurante italiano e amamos o atendimento. O gerente falava um pouco de português e foi uma simpatia conosco! Super recomendo!








Último dia em Londres, não poderia deixar de visitar o bairro onde David Bowie nasceu e morou, Brixton! Rô estava receoso de ir, pois ficamos sabendo que era um bairro meio barra pesada. Não foi a impressão que tivemos. É subúrbio, e claro, ficamos atentos a tudo. Logo de cara ao sair da estação de metro, avistei a arte que fizeram para ele e estava lotado de flores e homenagens. Procurei a rua onde ele morou e fotografei. Entramos em várias lojas de 1 libra e meu, deu a louca em nós! Compramos lembrancinhas, e muitas coisas para casa! Depois fomos até a Piccadilly Street caminhar por lá. Entramos em uma super livraria e comprei algumas revistas sobre David Bowie. Também entrei nas Farmácias e comprei claro, cosméticos... hehehe. Queríamos almoçar novamente no Garfunkel's e procurei por um sinal de wifii free (sim, tem sinal free nas ruas) e encontramos uma próxima! Compramos mais "bugigangas" e voltamos cedo para o hotel pois no dia seguinte acordamos às 4:00 am para ir até o aeroporto. Nosso voo para Lisboa saiu às 8:00 am.



É difícil dizer qual cidade amei mais (Paris ou Londres). As duas tem seus encantos! Paris é romântica do início ao fim. Londres é uma mistura do antigo e do novo. Com sua arquitetura e casas tradicionais. Com suas portas coloridas! Moraria fácil em Londres (é um sonho) se não fosse tão apegada com minha família! 

Sobre a saída do Reino Unido da União Européia, sinceramente, achei que já não fizesse parte. E até o momento estou dividida entre concordar ou não a decisão do povo!